OLIMPÍADAS RIO 2016: BRAFER PARTICIPA DAS OBRAS DE PREPARAÇÃO DO EVENTO ESPORTIVO

A Arena Deodoro, que receberá a modalidade de esgrima, deve ser finalizada em dois meses

É difícil encontrar algo que una mais a população brasileira do que os eventos esportivos, e o Brasil passa por uma onda de investimentos nessa área que não para de crescer: ano passado recebeu a Copa do Mundo e logo mais, em 2016, será a sede das Olímpiadas. Porém, grandes eventos trazem consigo a responsabilidade de uma boa estrutura. O Rio de Janeiro, que será a sede das Olimpíadas, é a cidade que mais recebe investimentos e construções para o grande evento do ano que vem. Uma dessas obras é a Arena Deodoro, que possui grande parte de sua estrutura produzida pela Brafer e será a casa para a modalidade de esgrima, nas Olimpíadas, e de esgrima em cadeira de rodas, nos jogos Paralímpicos. Jackeline Munike dos Santos, responsável pela gerência de Contratos da Brafer, comenta que a empresa é a responsável por fornecer as estruturas metálicas para a arquibancada e para a cobertura da Arena Deodoro, assim como para os vestiários, arquibancada e sanitários do hóquei, estruturas para os estandes do centro de tiro e para a rampa do BMX. “A fabricação das estruturas teve início em março de 2015 e a montagem deve ser finalizada em agosto de 2015. Os prazos são bastante desafiadores, mas houve um grande trabalho de planejamento e envio de peças na sequência correta, o que possibilitou a entrega na obra sempre dando frentes de montagem”, explica. A Arena, que fica na Região Deodoro, ampliará o legado dos Jogos Pan-americanos Rio 2007, e, segundo Jackeline, é uma das principais obras da carteira atual da Brafer. “Com esta construção a Brafer se tornou a responsável por alguns dos principais projetos em estruturas metálicas para as Olimpíadas e o esporte em geral, pois, além da participação no chamado ‘complexo Deodoro’, também participamos da fabricação das obras do Handebol, dos atuais ajustes do estádio do Engenhão e de obras da Riomais”, explica Jackeline, que lembra que o içamento das tesouras, principal ponto da arena, já está em vias de ser concluído.

OLIMPÍADAS RIO 2016: BRAFER PARTICIPA DAS OBRAS DE PREPARAÇÃO DO EVENTO ESPORTIVO

A Arena Deodoro, que receberá a modalidade de esgrima, deve ser finalizada em dois meses

É difícil encontrar algo que una mais a população brasileira do que os eventos esportivos, e o Brasil passa por uma onda de investimentos nessa área que não para de crescer: ano passado recebeu a Copa do Mundo e logo mais, em 2016, será a sede das Olímpiadas. Porém, grandes eventos trazem consigo a responsabilidade de uma boa estrutura. O Rio de Janeiro, que será a sede das Olimpíadas, é a cidade que mais recebe investimentos e construções para o grande evento do ano que vem. Uma dessas obras é a Arena Deodoro, que possui grande parte de sua estrutura produzida pela Brafer e será a casa para a modalidade de esgrima, nas Olimpíadas, e de esgrima em cadeira de rodas, nos jogos Paralímpicos. Jackeline Munike dos Santos, responsável pela gerência de Contratos da Brafer, comenta que a empresa é a responsável por fornecer as estruturas metálicas para a arquibancada e para a cobertura da Arena Deodoro, assim como para os vestiários, arquibancada e sanitários do hóquei, estruturas para os estandes do centro de tiro e para a rampa do BMX. “A fabricação das estruturas teve início em março de 2015 e a montagem deve ser finalizada em agosto de 2015. Os prazos são bastante desafiadores, mas houve um grande trabalho de planejamento e envio de peças na sequência correta, o que possibilitou a entrega na obra sempre dando frentes de montagem”, explica. A Arena, que fica na Região Deodoro, ampliará o legado dos Jogos Pan-americanos Rio 2007, e, segundo Jackeline, é uma das principais obras da carteira atual da Brafer. “Com esta construção a Brafer se tornou a responsável por alguns dos principais projetos em estruturas metálicas para as Olimpíadas e o esporte em geral, pois, além da participação no chamado ‘complexo Deodoro’, também participamos da fabricação das obras do Handebol, dos atuais ajustes do estádio do Engenhão e de obras da Riomais”, explica Jackeline, que lembra que o içamento das tesouras, principal ponto da arena, já está em vias de ser concluído.